BNB

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Audiência pública debate questões dos idosos em Juazeiro

A Câmara de Juazeiro realizou ontem (quarta-feira, 19) Audiência Pública para debater as questões relacionadas aos idosos. Representantes de quatro das sete casas abrigo do município estiveram presentes  e de acordo com os administradores, a principal demanda está relacionada às questões de saúde, e há ainda muita falta de compromisso, tanto dos familiares, quanto dos poderes públicos. Além da exploração patrimonial dos idosos pelos próprios familiares que acabam comprometendo a aposentadoria dos idosos, com empréstimos consignados, impossibilitando que estes consigam sobreviver dignamente.
Representando o Conselho do Idoso, Thiago apresenta dados. Segundo ele são mais de 26 mil idosos em Juazeiro, o que representa cerca de 10% da população local e isso tende a aumentar consideravelmente nas próximas décadas. Hoje, apenas sete casas estão cadastradas na Secretaria Municipal de Assistência Social, atendendo não mais do que 300 pessoas, em sua maioria abandonados pela família. De acordo com Thiago há uma diferenciação dos públicos, os que procuram os Centro de Referência do Idoso (CRI) e os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e os que são encaminhados para as Casas Abrigo. Uma das sugestões é a criação de um Centro Especializado em Geriatria.
O representante do Lar Sagrada Família sugere um diálogo entre as instituições, pede urgência na emissão de certificados para as casas abrigo poderem receber doações de empresas e cidadãos oficialmente, pois o custo de manutenção é muito alto.
O representante da Secretaria de Assistência Social, Sandoval Barreto se colocou disposição para as parcerias necessárias e convocou as Instituições como Ministério Público para fiscalizar a questão da exploração financeira dos idosos. "Temos abertura para parcerias", garantiu o assistente social.
Para o presidente Glêdson Bezerra as audiências Públicas têm a finalidade de ouvir as demandas e repassá-las aos órgãos competentes, sugerir soluções e cobrar melhorias baseadas em quem mais entende dos assuntos abordados e discutidos, mas nem sempre são levadas a sério e há pouca participação. Os encaminhamentos da Audiência servirão para nortear as ações a serem realizadas daqui por diante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário