BNB

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Em sessão inédita, vereadores do Crato, Juazeiro e Barbalha se unem em defesa dos interesses do Cariri

Vereadores do Crato, Juazeiro e Barbalha, na câmara do Crato 

A Câmara Municipal do Crato foi palco nesta segunda-feira (17) de ação inédita e pioneira. Ali se reuniram vereadores de três maiores municípios da Região do Cariri, Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha para discutir problemas de interesse da região.  E o tema abordado foi as condições precárias em que se encontram os hospitais Santo Antônio, do Coração e São Vicente de Paulo, todos em Barbalha, mas que atendem a pacientes de todo o Cariri e até Centro-Sul do Estado e municípios de estados vizinhos.
"A idéia é discutir e buscar soluções para que se encontre uma solução a curto prazo para esses  equipamentos hospitalares, que estão à beira de encerrar atendimento pelo SUS,  ou seja, os mais pobres. Isso não pode vir a ocorrer", pontuou o vereador Gledson Bezerra, presidente da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte.
Presente ao encontro, o  vereador Vevé Sequeira, presidente da Câmara Municipal de Barbalha, lembrou que é necessário se fazer pressão junto ao Ministério da Saúde para que seja liberado em caráter de urgência mais recursos, pois há anos os três hospitais, estão com repasses defasados. "A maior dificuldade é o repasse e do Governo Federal, pois o que ficou prometido recentemente ainda é muito pouco e se quer vai cobrir débito passados. "O Governo do Estado do Ceará faz a parte dele. Anualmente o governo Camilo Santana tem repassado R$ 14 milhões por ano aos hospitais", lembrou Vevé.
Hospitais de Barbalha foi o tema de hoje. (Foto: Flávio Pinto)

O diretor administrador da Fundação Otília Correia, mantenedora dos hospitais do Coração e Santo Antônio, afirmou em sua fala que o fato do Ministério da Saúde desconhecer débitos passados junto aos hospitais é preocupante. "A portaria do Ministério da Saúde liberando os R$ 11 milhões é apenas uma medida paliativa, não vai resolver. Desse total, apenas R$ 600 mil serão destinados ao Hospital do Coração, ou seja, 10% do que é necessário para o hospital atender a demanda da região. Hoje são atendidas a população de 45 municípios cearenses sem falar daqueles quem vêm do Piauí, Paraíba e Pernambuco pela excelência dos serviços dos hospitais de Barbalha ", explicou Eriberto Santos, acrescentando que é preciso que o Ministério da Saúde reconheça o deficti dos hospitais porque foram salvas vidas, realizados tratamentos e atendimentos nos três equipamentos.
MEDIDAS
Após a fala dos vereadores e dirigentes dos hospitais, os vereadores decidiram que novas reuniões podem ocorrer  inclusive com a participação de vereadores de outros municípios da região. "O objetivo é conscientizar todos os parlamentares dos demais municípios e, se possível formar uma grande comissão pra ir reivindicar em Brasília as melhorias não só dos hospitais, mas de todas as áreas na Região do Cariri", disse Florisval Coriolano, presidente da Câmara Municipal do Crato.
A sessão de audiência pública foi provocada pelos vereadores Bebeto Anastácio e Thiago Esmeraldo, sendo aprovada por todos os parlamentares cratenses. Estiveram presentes também o vereador Capitão Vieira Neto, de Juazeiro do Norte; e os vereadores barbalhenses: Dorivan Amaro, João Hilário,  Amilton Lira e Rildo Teles, além dos médicos José e João Correia Saraiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário